[gtranslate]

PT

EN

Pegada de carbono: você conhece o impacto climático dos produtos que consome?

Texto escrito por Elizanne Justo, Analista Técnica da Future Solutions – Consultoria Climática

A crescente preocupação com as mudanças climáticas tem impulsionado a necessidade de mensurar as emissões de gases de efeito estufa (GEE) provenientes de diversas atividades e processos. Anteriormente, essa preocupação estava restrita a organizações que buscavam ter índices de sustentabilidade, mas agora se estende também aos consumidores, que buscam produtos com baixa emissão de carbono como parte de um estilo de vida mais sustentável.

Esse aumento da consciência climática tem gerado uma maior demanda por informações sobre a pegada de carbono de produtos e serviços. Empresas que buscam se destacar no mercado estão cada vez mais empenhadas em medir, reportar e reduzir suas emissões de GEE, atendendo às expectativas dos consumidores preocupados com o impacto climático de suas escolhas. Além disso, a mensuração das emissões de GEE tornou-se uma ferramenta essencial para a gestão de riscos e oportunidades relacionadas às mudanças climáticas. Com a crescente pressão para que as empresas adotem práticas mais sustentáveis, a transparência em relação às emissões de carbono está se tornando um diferencial competitivo capaz de influenciar as decisões de investimento e consumo.

O que é a pegada de carbono?

A Pegada de Carbono é uma ferramenta essencial para quantificar as emissões de GEE ao longo do ciclo de vida de um produto (Figura 1). Essa análise pode abranger todo o ciclo de vida do produto, desde a aquisição da matéria-prima, passando pela produção, uso e tratamento no final de sua vida útil (“do berço ao túmulo”), ou apenas até o momento da comercialização do produto (“do berço ao portão”). Todas as emissões e remoções de GEE são convertidas em dióxido de carbono equivalente (CO2e), permitindo uma avaliação precisa e comparável.

Considerando que diferentes tipos de gases contribuem com o aquecimento global, a contagem de GEE é feita de forma padronizada, utilizando-se o CO2 e como referência. Para isso, cada unidade de massa de GEE é transformada em massa de CO2e a partir do seu potencial de aquecimento global (PAG ou GWP – Global Warming Potential).

Figura 1. Etapas do Ciclo de Vida do produto consideradas no estudo de pegada de carbono. Upstream refere-se as fases iniciais do processo que ocorrem fora do limite organizacional; Core refere-se as atividades centrais para produção do produto; e Downstream refere-se as fases finais do processo que ocorrem fora do limite organizacional.

 

As pegadas de carbono realizadas pela Future Carbon são calculadas de acordo com normas gerais de avaliação de ciclo de vida, como a ISO 14040:2020 (Gestão ambiental – Avaliação do ciclo de vida – princípios e estrutura), bem como normas específicas para pegadas de carbono de produtos, como a ISO 14067:2018 (Gases de efeito estufa – Pegada de carbono de produtos – Requisitos e orientações sobre quantificação e comunicação), e a PAS 2050:2011 (Especificação para a avaliação das emissões de gases de efeito estufa do ciclo de vida de produtos e serviços), e padrões específicos para diferentes produtos, como as regras de categorização de produtos (PCR), que estabelecem requisitos e diretrizes claras para a quantificação e comunicação das análises.

É fundamental que o estudo de pegada de carbono seja conduzido com coerência, precisão e transparência. Para garantir a qualidade dos resultados, é necessário reunir o máximo de informações possíveis, tais como: quantidade de matéria-prima adquirida, embalagem utilizada, distâncias percorridas na obtenção dos insumos, consumo de energia e combustível durante a produção, tipo de tratamento aplicado aos resíduos gerados e informações da cadeia logística durante a distribuição do produto.

Além disso, a pegada de carbono deve ser atualizada sempre que ocorrerem mudanças significativas no processo produtivo, como troca de fornecedor, alterações na embalagem, ajustes nos métodos de produção, entre outras possíveis alterações. Essa atualização contínua garante que a empresa tenha plena consciência dos impactos climáticos associados ao seu produto, possibilitando a adoção de medidas proativas para mitigá-los.

A importância da divulgação da pegada de carbono

A divulgação da pegada de carbono vai além de mera demonstração de responsabilidade climática, impactando diretamente o posicionamento do produto no mercado. Isso abre novas oportunidades de negócio e contribui para a construção de uma cadeia produtiva mais sustentável. Baseada em metodologia internacionalmente reconhecida, a pegada de carbono oferece a possibilidade de comparação entre produtos, evidenciando potenciais melhorias em relação às alternativas presentes no mercado. Além disso, permite destacar as reduções de emissões alcançadas por meio de melhorias implementadas ao longo de todo o ciclo de vida do produto.

Em relação as possibilidades de posicionamento de produto, a divulgação da pegada de carbono é uma maneira eficaz de sensibilizar os consumidores sobre o impacto de suas decisões de compra. Ao tornar públicos os resultados da pegada de carbono, as empresas demonstram compromisso e transparência em relação aos impactos climáticos de seus produtos, o que aumenta sua credibilidade perante os consumidores. A divulgação da pegada de carbono ainda pode impulsionar o engajamento de toda a cadeia de valor do produto na agenda climática, abrindo portas para novas oportunidades de negócio, especialmente com clientes que priorizam compras sustentáveis. Essa divulgação também contribui para a contabilização do inventário de emissões dos clientes, principalmente no que diz respeito às emissões de Escopo 3, agregando valor ao relacionamento com clientes que buscam reduzir suas emissões para o atingir metas climáticas.

Por último, a análise da pegada de carbono fornece informações para entender o contexto das emissões, sendo um ponto de partida essencial para as estratégias de descarbonização. Essas informações são fundamentais para mapear ações prioritárias, definir metas e desenvolver projetos direcionados à redução das emissões. O objetivo final dessas iniciativas é obter produtos e processos com baixa emissão de carbono, contribuindo assim para mitigar os impactos do produto sobre a crise climática.

#MostraSuaPegada

Um dos nossos cases no que diz respeito a Pegada de Carbono dentro da Future Carbon é a empresa Nude. Desenvolvemos um diagnóstico que envolveu a análise do ciclo de vida de mais de 10 produtos da Nude., uma marca que nasceu em 2020 já comprometida em olhar para as questões climáticas com responsabilidade e transparência.

Alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e suas metas de mitigação climática, a Nude se apresenta como a primeira marca da América Latina a calcular todas as etapas da cadeia produtiva e estampar a pegada de carbono na embalagem. Temos orgulho em agregar, a partir de agora, a nossa consultoria climática a essa super trajetória.

Somos também parceiros do #MostraSuaPegada, um movimento pela transparência climática que tem o objetivo de incentivar mais marcas a calcularem e comunicarem suas pegadas de carbono, ajudando o consumidor a embarcar em uma economia de baixo carbono

 

Últimas postagens

Pegada de carbono: você conhece o impacto climático dos produtos que consome?

PO.SAM.02 – GESTÃO DE MANIFESTAÇÕES Procedimento Operacional

PO.SAM.02 – GRIEVANCE AND REQUEST MANAGEMENT Standard Operating Procedure

Inventários de emissões de gases de efeito estufa no Agronegócio

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter e receba as novidades!

Últimas postagens